quinta-feira, 26 de junho de 2008

Frutíferas em vasos (3) - as fabulosas mirtáceas

Entre as mais espetaculares frutíferas indicadas para vasos estão as mirtáceas. São verdadeiras dádivas da Natureza, sonho de qualquer apreciador de frutas silvestres, principalmente as nativas de nossa pátria.

Excluindo as originárias do Cerrado e o gênero Psidium (araçás e goiabas), são todas plantas que adoram umidade. Um conhecido nosso, em alusão aos termos anglófonos alcoholic (alcoólatra) e workaholic (viciado em trabalho), criou o neologismo wateraholic (viciadas em água) para designá-las. Portanto, meus amigos, mantenham o substrato de suas mirtáceas com um bom teor de umidade, mas sem encharcamento (o que elas definitivamente não gostam).

A seguir, enumero alguns dos melhores vegetais desta família para cultivo em recipientes de 30 a 50 litros:

- araçás: incluem basicamente todas as espécies do gênero Psidium (menos a goiaba). Indico o aracá-pêra (Psidium acutangulum) que já foi tema de três posts neste blog, o araçá-jamelão (Psidium sp., veja-o em nosso site www.e-jardim.com), o popular araçá-morango (Psidium cattleianum) e o araçá-ovelha (Psidium oligospermum), arvoreta nativa da Região Nordeste, e que produz frutos amarelos e muito doces. Ótimo também é o Psidium oblongatum, um quase desconhecido araçazeiro da Mata Atlântica que produz frutos enormes, semelhantes ao araçá-pêra.

- cabeluda (Myrciaria glazioviana): arbusto muito decorativo, produtor de frutos amarelos e pilosos, assemelhados a uma jabuticaba. O sabor é muito doce e agradável. Frutifica em pouco tempo após o plantio. No E-jardim produzimos mudas de uma variedade de frutos grandes (3,0 cm), conhecida como “cabeludão”.

- dentre as mais de 20 formas ou espécies de jabuticabeiras, recomendo quatro como ideais para vasos: a branca (Myrciaria aureana), a precoce ou híbrida (M. x cauliflora), a capirinha (forma arbustiva de M. jaboticaba) e a anã-do-cerrado (Myrciaria ou Plinia nana). Em nosso site apresentamos fotos e informações sobre o quarteto.

- eugênias nativas do Cerrado: a pêra-do-campo (E. klotzschiana), a pitanga-do-cerrado (E. pitanga), a cerrejeira-de-folhas-finíssimas (E. angustissima) são ótimas para vasos, desde que o substrato seja muito bem drenado, e se evite irrigá-las durante os meses mais frios. A cagaita (E. dysenterica) é uma árvore maior, e deve ser acondicionada em recipientes a partir de 60 litros.

- eugênias: um grupo bastante diverso, que já foi objeto de post anterior. São tantas as indicadas, que fica difícil não esquecer de alguma. Tentemos: araçá-boi ou rainha-das-eugênias (Eugenia stipitata), pitanga (E. uniflora), pitanga-negra-selvagem (E. sulcata), grumixama-anã (E. itaguahiensis), pitomba-da-baía (E. luschnathiana) [apresentada na foto que ilustra este post], pitangatuba (E. neonitida) [na minha opinião a melhor para o entorno de piscinas], uvaia (E. pyriformis), princesinha-de-copacabana (E. copacabanensis), cambucá-preto (E. macrosperma), pitanguinha-de-mattos (E. mattosii), cereja-do-cerrado (E. punicifolia), cereja-da-austrália (E. reinwardtiana), cereja-da-várzea (forma arbustiva de E. involucrata), etc.

- feijoa (Acca sellowiana): pequena árvore muito ornamental, seja pelas folhas com textura de cartolina (cartáceas), prateadas no verso, seja pelas lindas flores (comestíveis e bem doces!) de pétalas brancas e estames carmesins. Os frutos parecem uma goiaba, só que de sabor infinitamente superior, muito mais suculento e com fortes aromas de abacaxi. Produzimos mudas da cultivar “Helena”, de grandes dimensões (240 g) e de excepcional sabor. Desenvolve-se melhor em climas mais frios.

- goiaba (Psidium guajava): recomendamos a goiaba-roxa (veja detalhes em nosso site).

- jambo-branco (Syzygium aqueum): contrariamente ao jambo-vermelho (Syzygium malaccense), possui pequeno porte, e por esta razão o indicamos.

Forte abraço e bom cultivo!

7 comentários:

Samoel disse...

Eduardo, Parabéns pelo seu Blog. Traz informações interessantes e de frutas que sequer conhecia, como não devem ser saborosas hein?
Também gostei do seu Site, além de bonito, traz informações das espécies e as fotos(belas).
Creio que em breve poderei plantar muitas destas espécies e o que mais desejo é poder experimentar o sabor dessas que a natureza nos oferece

Samoel - Joinville(SC) disse...

Eduardo, Tenho um pequeno sitio em Guaramirim(SC) perto aqui de Joinville, o qual tenho dedicado muitos de meus finais de semana. Minha paixão tem sido buscar a maior variedade de espécies de frutas. Creio que já tenho mais de 50. Lógico que nem todas ainda fruticaram, mas também nem estou com pressa. Muitas daquelas de tenho, eram aquelas que comia quando eu era criança e tinha na casa de meus avós. Agora já nem se acham mais. Outras sequer provei, mais estou aguardando para poder provar o seu sabor.

Eduardo Jardim disse...

Olá Samoel!

Parabéns pelo plantio em seu sítio das frutas nativas, incluindo as que têm "gostinho de infância".
Continue assim!

Forte abraço!

Antonio disse...

Olá Eduardo,
Uma ótima Myrtacea para vasos é a Eugenia calycina (pitanga-do-cerrado).
Voces podem ver uma bela foto dela em:
http://lh6.ggpht.com/_jYiZmG6UEHQ/R3gl27V-GRI/AAAAAAAAFF8/f8zAwpwrdHA/Final+de+ano+2007,+Palmital.+(547).JPG

Antonio disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Ganhei uma muda de jambo vermelho (Eugênia....). Gostaria de saber informações sobre a florada, frutificação e após quanto tempo depois do plantio isso acontece.
Obrigado.

Cais Design disse...

Olá Eduardo,

estou iniciando essa paixão que é cultivar frutas em vasos. Comecei na verdade com morangos ornamentais, e me surpreendo a cada dia como respondem com mudas, flores e frutos o cuidado que tenho com eles. Adquiri recentemente goiaba vermelha, figo, cereja, romã anã e pitanga. Ficam todas em uma área bastante arejada e ensolarada. Como passei toas elas para vasos maiores, estou percebendo que a goiaba principalmente sentiu um pouco. Gostaria de dicas para regar, adubar e outros cuidados. Comprei vitaminas tb. Aguardo seu retorno. Parabéns pelo blog!
érika