sábado, 18 de agosto de 2012

Saboreando o keppel

No post de hoje narramos nosso primeiro contato com os frutos maduros do lendário "keppel apple" 















No dia 29/01/2009 publiquei neste blog um relato sobre uma das mais curiosas frutas que existem, cobiçada por 10 entre 10 colecionadores de frutas de todo o mundo ("A extraordinária história do keppel"). Vale a pena conferir e relembrar a crônica!

Há poucos dias atrás, travei meu primeiro contato com os frutos de Stelechocarpus burahol.  A árvore da foto que abre estas linhas mede pouco mais de 10 metros de altura, possuindo uma copa colunar e bastante densa. Seus galhos são pêndulos, e a forma geral da planta muito me lembrou a de outra anonácea do velho mundo, Polyalthia longifolia, conhecida entre os paisagistas brasileiros como "árvore-mastro". Antes da inserção dos primeiros galhos, o tronco floresce e frutifica intensamente, tal qual mostrado na imagem.

Conforme escrevi anteriormente, os frutos se assemelham externamente a sapotis-arredondados, sendo porém amarelo-alaranjados em seu interior. A saborosa polpa é totalmente desprovida de fibras ou granulosidade, tornando-se cada vez mais macia e doce em direção ao centro do fruto, onde se alojam as sementes. Não percebi nenhum aroma marcante, mas o agradável sabor remeteu-me imediatamente ao do doce português conhecido como "ovos moles de Aveiro". Um paladar absolutamente inusitado para uma anonácea, família botânica que inclui a fruta-de-conde (ou pinha), a graviola, o biribá e os araticuns.

Fecho o post com uma visão mais detalhada dos frutos, incluindo um deles parcialmente cortado e exibindo a coloração interna.














No centro da foto, o keppel parcialmente cortado revela a coloração da polpa

Mais informações e mudas em:

http://www.e-jardim.com/produto_completo.asp?IDProduto=468 

6 comentários:

Anônimo disse...

Seria o keppel de sabor semelhante ao canistel ?

Anônimo disse...

Esperimentei canistel e adoreiiiiiiiiiiiii ,recomendo.

Anônimo disse...

Olá, Anônimo. Não, o sabor e principalmente a textura do keppel são completamente diferentes da do canistel (Pouteria campechiana). O canistel é uma fruta "de massa", com textura algo semelhante a gema de ovo. O keppel possui outra textura, mais aquosa, e o sabor é que lembra o do doce português conhecido como "ovos moles" (que não é farináceo, como a textura do canistel).

Edson Francisquini disse...

Olá Antônio, vc sabe onde encontrar mudas de Keppel? No Mercado Livre tem um golpista de Cachoeiro do Itapemirim chamado Sandro José Chequeto com vários anuncios, inclusive usando nomes diferentes, lesando todo mundo. Vende , recebe e não entrega nada. Quando envia alguma coisa, provavelmente deve ser qualquer coisa, menos keppel. Eu mesmo fui lesado por esse pilantra.
Obrigado
Efrancisquini

Eduardo Jardim disse...

Olá, Edson Francisquini. Naturalmente vc poderá encontrar mudas de keppel disponíveis em nosso site, www.e-jardim.com, no link http://e-jardim.com/produto_completo.asp?IDProduto=468
Infelizmente há muitos oportunistas na web que vendem "ilusões". Procure sites confiáveis, há muitos anos na internet (o nosso, www.e-jardim.com, está ativo de 2007).

Eduardo Jardim disse...

Olá, Anônimo. Não!!! O sabor do keppel é completamente diferente daquele do canistel! O canistel é mais massudo, lembra mais gema de ovo cozida. O keppel lembra mais o sabor do doce português "ovos moles".